Comida Pet de Verdade!
Entregamos no RJ e em SP !

8 Super Alimentos bons para Cachorro

Aditivos simples que podem melhorar a saúde do seu cachorro.

Você já ouviu falar em super alimentos, certo? São alimentos especiais, que oferecem alguns nutrientes muito valiosos que podem melhorar suas refeições e aprimorar ainda mais o padrão de uma alimentação saudável. E assim como isso vale para nós humanos, já está comprovado que vale para nossos peludos também! Vamos mostrar aqui as vantagens de 8 deles, e como você pode usá-los facilmente para melhorar a saúde do seu cão.

Não há mais dúvidas de que a alimentação natural balanceada é a melhor opção para nossos amigos de quatro patas. Quer você faça em casa (com ajuda de nutricionista e suplementação) ou compre versões comerciais de qualidade como nossas comidas, o abandono da ração é o melhor investimento que você pode fazer para saúde futura do seu peludo.

Se você já fez essa troca, parabéns! Mas se ainda não migrou 100% para a Alimentação Natural, não desanime! Esse artigo também é para você.

Pesquisas já comprovam que oferecer qualquer percentual de alimentação natural para seus pets é benéfico. Mesmo que somente 30% da quantidade diária de comida dele seja natural, isso já terá impactos positivos no organismo. Então, que tal começar com duas ou três vezes por semana? Quem sabe alternar uma refeição de alimentação natural com uma de ração seca? Muitas vezes começar aos poucos é a solução. O mais importante é dar para seus pets a melhor alimentação dentro das suas possibilidades.

Pensando nisso, reunimos aqui 8 super alimentos que você pode adicionar facilmente à rotina de alimentação do seu cachorro, quer ele já coma comida, quer ainda coma ração.

1.Kefir

O Kefir é uma bebida de leite fermentada que contém probióticos benéficos que ajudam o sistema imunológico e o digestivo. O leite de vaca comum pode irritar o trato digestivo do seu cão, mas o leite fermentado é diferente. Uma das melhores e mais baratas formas de adicionar bactérias saudáveis à dieta do seu pet é converter leite de vaca em kefir em casa. Coloque de uma a três colheres deste probiótico poderoso na comida do seu cão uma ou duas vezes por dia.

Você só precisa de alguns grãos de kefir. E o legal é que há uma tradição de doação de kefir, é só jogar nas suas redes que você quer que alguém vai doar para você! Você misturará os grãos em 1 Litro de leite e deixará em temperatura ambiente por 12 a 24 horas. Cubra o recipiente com um pano para que haja troca de ar mas ele fique protegido. Passado o tempo é só coar com uma peneira plástica para separar os grãos do kefir para serem usados novamente. O leite já fermentado deve ser guardado na geladeira. Os grãos de kefir reutilizados em seguida. Se você não for usar logo, pode congelá-los em um pouco de leite. Importante – nunca usar utensílios de metal, somente vidro ou plástico!

2. Mirtilos

Mirtilos são um ótimo petisco de treinamento para cães já que são pequenos e fáceis de levar para passeios e treinos. São ricos em fitoquímicos e antioxidantes e são uma boa fonte de fibras, magnésio e vitaminas C e E. Uma boa regra é de dois a quatro mirtilos por dia para cada 5kgs de peso do cão. Substituir petiscos industrializados por mirtilos frescos ou congelados é uma ótima forma de aumentar os antioxidantes na dieta do seu pet. No calor do verão carioca, os mirtilos congelados ainda dão uma refrescada!

3.Cogumelos

Alguns cogumelos são venenosos para os cães (e para os humanos), então obviamente é importante ter cuidado e atenção ao oferecer esses alimentos. As variedades benéficas para os cães são as mesmas que nós comemos e incluem Paris, Shitake, Reishi e Portobello. Todos os cogumelos que podem ser ingeridos por humanos são seguros para os cães.

Cogumelos podem ajudar a regular a função intestinal, mas o melhor é que eles contêm propriedades anti-neoplásicas poderosas e potencializam o sistema imunológico. Você pode cozinhar levemente os cogumelos no vapor ou óleo de coco antes de adicioná-los à comida do seu pet.

4. Sardinhas

Peixes marinhos são uma rica fonte de ácidos graxos, que são essenciais para o bem estar do seu peludo. De todos os peixes, as sardinhas são o melhor, sejam frescas ou em conservas em água ou óleo (jamais as condimentadas!). Sardinhas são abundantes nos oceanos, não sendo uma pesca predatória, e não vivem o suficiente para armazenar toxinas em seus corpos, sendo assim uma ótima fonte de proteínas e ômega 3.

5. Couve

A couve é um vegetal cheio de vitaminas (especialmente as K, A e C), ferro e antioxidantes. Ela ajuda a desintoxicar o fígado e também tem propriedades anti-inflamatórias. Adicione de uma a três colheres de sopa de couve picada à comida do seu cão como uma ótima fonte de fibras, nutrientes e antioxidantes. Que tal aproveitar o dia da feijoada no sábado e desviar um tantinho da couve para o peludo? Assim todo mundo aproveita a tradição!

6. Vegetais Fermentados

Alimentos fermentados são poderosos desintoxicantes com altos níveis de probióticos e vitaminas. As bactérias intestinais boas quebram e eliminam metais pesados e outras toxinas do corpo, e desempenham diversas outras funções importantes. O melhor é que é fácil e barato fazer vegetais fermentados em casa, você só precisa dos vegetais, água e sal. Na internet você acha diversas receitas e vídeos demonstrando o processo.

Adicionar apenas de uma a três colheres de chá de vegetais fermentados por dia à comida do seu cão é uma ótima forma de oferecer probióticos naturais através dos alimentos.

7. Chia

A chia é uma semente de uma planta que cresce em abundância no sul do México. Ela é uma excelente fonte de ácidos graxos ômegas 3 e antioxidantes. Ao contrário das sementes de linhaça, as sementes de chia não precisam ser moídas. Elas também contêm fibra, cálcio, fósforo, magnésio, cobre, ferro, molibdênio, niacina e zinco. Tente salpicar um pouco de sementes na comida do seu cão ou misture com óleo de coco para um ótimo lanche antes de dormir. Se você lembrar de deixá-las de molho na véspera, melhor ainda, facilita a digestão e ainda ajuda na saúde dos intestinos.

8. Abóbora

Abóboras frescas, cozidas no vapor ou assadas, tem uma quantidade de calorias relativamente baixa e muita fibra solúvel, o que é benéfico para cães com problemas gastrointestinais. A abóbora ajuda a regular a função intestinal, o que é benéfico em casos de diarréia ou de constipação. Abóboras também são uma excelente fonte de potássio.

Já que estamos falando de abóboras, não esqueça dos benefícios das sementes de abóboras, que são uma rica fonte de minerais, vitamina K e fitoesteróis. Elas também contêm L-triptofano e são uma boa fonte de zinco e vitaminas E e B. Sementes de abóbora também podem ajudar a prevenir pedras de oxalato de cálcio nos rins, reduzir inflamação causada por artrite e ajudar a saúde da próstata.

Dica Importante!

Lembre de sempre introduzir novos alimentos devagar, em pouca quantidade, de preferência um de cada vez. Outra questão importante é sempre checar com seu veterinário se seu cão tem alguma contraindicação a algum dos alimentos citados acima, principalmente se ele tiver alguma alergia, transtorno digestivo ou problema metabólico. Existem mais alimentos considerados “super”, esses são apenas alguns! Esperamos que vocês gostem dessas sugestões, e peçam mais :-). Depois de botar em prática, conta para a gente!

E leia também nossos artigos Por que trocar a ração do meu pet por alimentação natural? , Comida de Cão serve pra Gato e Vice-Versa? , Cachorro chato para comer e Alimentação Natural para Gatos, o segredo da longevidade . Temos certeza que você vai gostar !