Esporte com Cães: Agility 🐶⚡

O Agility foi criado nos anos 70 como uma forma de aumentar o companheirismo entre cão e dono proporcionando uma atividade educativa e esportiva que beneficia a todos os aspectos dessa relação, fortalecendo não só o vínculo entre eles, mas proporcionando um excelente exercício físico também.

As primeiras apresentações foram como entretenimento para o público que assistia ao “Crufts Dog Show” (a maior exposição de cães da Inglaterra) mas com o tempo tornou-se um dos esportes com cães mais populares do mundo.

Ele pode ser praticado por qualquer tipo e tamanho de cão, com ou sem raça definida. A ideia é que os cães ultrapassem diferentes obstáculos, com diversos tipos de dificuldades, com o objetivo de aprimorar sua agilidade, saúde, obediência e inteligência. O cão precisa percorrer o circuito no menor tempo possível e com o menor número de faltas. Os circuitos são compostos por: salto, mesa, passarela, gangorra, rampa, slalom, túnel aberto, pneu, túnel fechado e muro, como você pode ver na imagem abaixo. A quantidade e variedade de obstáculos, e o limite de tempo, determinam o grau de dificuldade da pista.

Um percurso de Agility oficial deve ter um espaço de pelo menos 24×40 metros. A pista no seu interior será de pelo menos 20×40 metros. O comprimento do percurso terá entre 100 a 200 metros e contará com uns 15 ou 20 obstáculos (pelos menos 7 serão barreiras).

O tamanho dos saltos e a distâncias entre os obstáculos serão proporcionais à categoria do cão que compete.

As categorias são:

Categoria S ou Pequena: cachorros abaixo dos 35 centímetros até a cernelha.
Categoria M ou Média: cachorros desta categoria situam-se entre os 35 a 43 centímetros até a cernelha.
Categoria L ou Grande: Cachorros que ultrapassem os 43 centímetros até a cernelha.

O Agility não é uma prova só de velocidade, mas sim de habilidade. Por isso, as faltas nos obstáculos são mais importantes do que as faltas de tempo. O cão deverá completar todos os obstáculos sem pular etapas respeitando o circuito definido pelo juiz.

No quesito saúde, esse esporte pode ajudar muito na manutenção de musculatura e peso ideais, desenvolvimento aeróbico e de resistência e alívio de stress, ajudando com isso a diminuir vários problemas físicos e comportamentais.

Outra característica é ser, como todo esporte que exige treinamento, repetição e concentração, uma prática que proporciona momento de isolamento e atenção exclusiva entre condutor e pet, o que além de prazeroso para ambos é uma excelente alternativa para essa época de pandemia.

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *