5 Perguntas Sobre Alimentação Natural

Com o aumento da popularidade da alimentação natural nos últimos anos, temos visto muitas dúvidas e confusões, não só nas perguntas que recebemos de clientes, mas também em informações espalhadas pela internet e mídias sociais. Resolvemos então fazer esse texto para esclarecer as 5 dúvidas mais comuns.

1. Afinal, “comida” natural faz bem para o cachorro?

Uma alimentação natural com ingredientes frescos e diversificados faz bem para qualquer espécie, desde que seja devidamente balanceada para ela. Alimentos livres de químicos e aditivos têm melhor digestibilidade e absorção, ou seja, dão menos trabalho para o organismo “quebrar” a comida e seus nutrientes são mais bem aproveitados pelo organismo. Além disso, alimentos frescos e variados são mais ricos em nutrientes do que farinhas e misturas processadas, trazendo mais vitaminas, minerais, ácidos graxos e tudo o mais que o organismo precisa.  Porém, é muito importante entender que assim como para nós humanos, alguns nutrientes são bons para o organismo e outros podem ser ruins, mesmo tóxicos ou venenosos. Por isso a dieta tem que ser biologicamente adequada para os cães, nada de achar que eles comerão como nós humanos!

2. Qual a diferença entre “alimentação natural” e “alimentação caseira”?

É só uma questão de nomenclatura. Algumas pessoas consideram “alimentação natural” somente as dietas cruas, tipo BARF, e chamam toda alimentação cozida de “caseira”. Outros, como nós, chamam de “alimentação natural” toda dieta que leve apenas ingredientes naturais e frescos, não processados, e de “caseiras” as que são feitas pelo próprio dono. Vale lembrar que a dieta caseira deve ser sempre prescrita por um veterinário nutricionista, para que seja balanceada corretamente e esteja de acordo com as necessidades de cada cão.

3. Posso misturar ração com a comida natural?

Poder pode, mas não é o ideal. Como os tempos de digestão são muito diferentes, pode haver mais fermentação e formação de gazes, que é muito desconfortável para o cão. O ideal é dar ou ração, ou comida numa determinada refeição. Se você não quer abandonar totalmente a ração, é melhor fazer uma refeição de cada, ou alternar dias de comida com dias de ração.

4. Se meu cachorro comer comida de verdade, ele nunca mais vai querer ração?

Isso depende muito o apetite dele. Cães que comiam bem ração antes de começar com a alimentação natural, normalmente continuam comendo bem a ração. Já os cães que já não comiam bem a ração muitas vezes realmente não querem mais. O curioso é que em alguns casos, cães que comiam mal ração antes da alimentação natural, passam a comer bem depois, isso porque se acostumam a comer bem, aprendem a ter prazer em comer e aí passam a comer o que se colocar na frente deles!

5. Se meu cachorro tem alguma doença, existem dietas específicas?

Sim, os veterinários e zootecnistas especializados em nutrição formulam dietas específicas para todas as condições especiais, sejam elas alergias, sensibilidades ou patologias. Algumas precisarão de mais proteínas, outras de menos; algumas de mais gordura ou fibras, outras menos, e assim por diante. Um bom profissional, e existem muitos deles no mercado, saberá prescrever o mais adequado para cada cachorro, de forma a ajudar o seu organismo a se nutrir bem, independentemente de qualquer restrição ou necessidade especial.

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *