Como Introduzir Alimentos Novos Para Seus Gatos

Todo dono de gato sabe que eles podem ser bem esquisitos para comer … adoram algumas coisas, beliscam outras e nem olham para terceiras. E ainda te lança um olhar insultado se você errar na novidade …

Fora a variação natural de apetite entre indivíduos, que existe em todas as espécies, no caso dos gatos existe um outro fator importante; o paladar dos felinos é formado na primeira infância, quando eles “aprendem” com a mãe o que é comida e o que não é. Isso ainda perdura por algum tempo, mas uma vez adultos muitos gatos têm muita dificuldade em aceitar novos alimentos, principalmente se forem muito diferentes dos que já conhecem.

Por isso é super importante apresentar uma boa variedade de alimentos para o seu gatinho filhote. Comida natural em pedaços, em patê, sachês industrializados, ração seca, carne, queijo, sashimi… quanto mais variedade de comidas ele aceitar filhote, mais fácil será no futuro se você precisar que ele coma alguma alimentação especial ou tome algum remédio esquisito.

Então mesmo que você não tenha a intenção de variar a comida dele no dia a dia, vale a pena fazer isso pelo menos no primeiro ano de vida como investimento. Vai por mim, quem já teve um gatinho com problemas renais na terceira idade sabe o valor dele ser “bom de boca”!

Fora isso, é essencial para a saúde dos gatos que comam alimentos úmidos, pois como felinos do deserto, eles bebem pouca água e são “preparados” biologicamente para aproveitar a água de seus alimentos – pequenas presas – que tem cerca de 70% do corpo formado por água. Uma bolinha com 6% de umidade está longe de ser biologicamente adequada! Então, se o seu gato não come majoritariamente alimentação úmida de qualidade, além de repensar sua alimentação, invista em fontes de água que incentivem a beber. Não é a toa que temos hoje um percentual absurdamente alto de felinos com problemas renais já na meia idade: eles passam a vida desidratados.

Mas, se o seu gato já é adulto, só conhece um tipo de alimentação e não é do tipo aventureiro que prova de tudo, o jeito é ir introduzindo as novidades aos poucos.

Eu tenho uma assim … Criada por uma acumuladora comendo só ração seca e adotada por mim aos 8 anos, a Barbra Streisand (Babs para os íntimos) tentava “enterrar” qualquer coisa que não fosse ração. Demorou quase 1 ano para ela se adaptar à alimentação natural e até hoje vira a cara para sachês industrias (aí eu até concordo, né? rsssss).

Comecei acostumando-a a não ficar com comida à disposição a noite, então pela manhã ela estava sempre com fome e eu oferecia a comida natural. Às vezes ela não comia nada, às vezes lambia e comia um pouquinho. Ficava nisso até eu sair para trabalhar, quando dava uma porção de ração para ela não ficar em jejum. Quando chegava a noite repetia a rotina. Aos poucos ela começou a comer melhor a comida e hoje só come ração seca nos fins de semana quando eu viajo. Ajudou o fato da Kiri, minha outra gata que foi resgatada bebezinha, comer de tudo, pois a Babs via a Kiri feliz comendo a alimentação natural e se interessava mais. Outra coisa que pode-se tentar é “sujar” os grãos da ração com a comida natural.

Quando lançamos a PetChef Gatos, a transição da comida caseira para a PetChef foi moleza, assim como foi a adaptação quando achei a Tina Turner com 30 dias desnutrida na beira da estrada. Ela caiu de boca na comida de primeira. A introdução da ração seca para os fins de semana foi fácil, só enfiar umas bolinhas na PetChef e ela acostumou. Hoje come quase qualquer coisa (inclusive pizza, se derem mole.).

Enfim, gatos são gatos, cada um de seu jeito, cheio de manias e por isso adoráveis!
E você? Tem alguma história do seu gato para nos contar? Comente no nosso blog e faça parte da matilha mais saudável do Brasil!

 

PetChef Gatos:

* Não é ração, não é sache, é a melhor comida de verdade para o seu gato.

* É alimentação natural cozida, completa e suplementada, que pode ser oferecida como alimentação total ou parcial.

* 80% de carnes + 75% de unidade – 100% biologicamente adequada.

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *